quinta-feira, 2 de Agosto de 2012

Felizmente, estou mais calma... Aguardo ansiosamente pelas férias e pelo dia que rumaremos os 3 ao Algarve... Sei que nos vai fazer bem...

quarta-feira, 1 de Agosto de 2012

Imagens minhas, lugares nossos # 4


Serra da Estrela

Será que aguento?

A poucos dias de ir férias sinto-me a perder o controlo.... O trabalho está ao rubro, a minha filha anda numa de ora estou muito bem ora estou a testar os limites até ao limite . E eu? Eu, não sei se me consigo controlar. Estou com tanta vontade de ir de férias que até tenho medo que alguma coisa vá correr mal.
Apetece-me chorar desde ontem à noite.... Eu não sou assim. eu sou uma mulher que acredita nas 3 palavras mágicas: Esperança, Fé e Paz. Mas hoje,,, hoje,,, estou de rastos. Um trapo!
Sei que amanhã será melhor e no dia a seguir ainda melhor. Acredito nisso... mas hoje... hoje... estou no fundo.
Sei que tem que ser por pouco tempo porque daqui a pouco mais de uma hora, acaba o dia de trabalho, a minha filha chega a casa e eu tenho que voltar a ter a coragem, a calma, o carinho e a compreensão que A MÃE deve ter.

Rezem para que isto melhore... POORRR FAVVVOORRRR!!!!!



sábado, 14 de Julho de 2012

Saudade

"Não tem mal algum. É natural os amigos terem saudades uns dos outros. Também vou ter saudades tuas e voltarei depressa."
Francisco Moita Flores
in "Os Astros - As aventuras de Maresia do Mar e outras histórias para aprender"

sexta-feira, 13 de Julho de 2012

Imagens minhas, lugares nossos # 3



Sesimbra

Mais uma semana se passou...

As horas, os dias, as semanas passam a correr... Se alguem tiver tempo a mais que esteja disposto a dispensar por favor avise... O que mais me custa é que parece que não posso errar, pois se errar quando dou por ela já não vou a tempo para voltar atrás....
Não sei se isto acontece a mais pessoas ou se sou exemplar unico mas por aquilo que vou ouvindo por aí parece que acontece a muito boa gente que tal como eu tem que trabalhar todos os dias, não tem empregada, tem casa, filhos, marido e tudo, e tudo, e tudo para tratar...

quinta-feira, 12 de Julho de 2012

Dificuldades de aprendizagem

A minha filha chumbou, ou não transitou ou não foi aprovada como se diz agora. Os resultados escolares ao longo do ano não foram famosos e os exames tiveram as notas já há muito anunciadas. Foi um ano longo e duro. Com muitos aborrecimentos e estudo forçado. A minha filha durante 10 anos não foi ensinada a esforçar-se, ninguem a estimulou nem ninguem lhe disse que podia ser a melhor, que era capaz e que tinha capacidade. E eu? Eu, enquanto sua mãe tive 2 anos para tentar dar a volta ao texto. Mas não é fácil transmitir isto à A. Ela tem sido uma valente, tem sido muito corajosa e enfrentado muitos desafios mas por outro lado há uma certa resistência a acreditar que é capaz e desmotiva muito facilmente. Muitas vezes me questiono se os meus "metodos" são os melhores, se a estou a acompanhar bem? Se somos exigentes e carinhosos na medida certa.... Tantas duvidas, tantas incertezas mas tanto amor.
A nossa filha está a ser acompanhada por um psicólogo excelente, tem a familia a apoiar, uma rede de amigos solidários e uns avós incríveis, mas depois na escola fui-a sentindo desamparada por um sistema de ensino que incentiva os ditos bons e desvaloriza os que têm dificuldades. Não deveria também a escola ser igual para todos?
O titulo dest post é dificuldades de aprendizagem mas a minha A., não tem dificuldades de aprendizagem. Tem sim falta de capacidade de trabalho  ... A sua auto-estima tem vindo a aumentar mas temo que este revés seja um passo atrás. Estamos a tentar olhar para ele de forma positiva, olhar para este chumbo de forma a perceber os pontos fortes e os pontos fracos mas e se...

- não for assim
- se ela não se integrar na nova turma
- se ela não se esforçar neste novo ano
- se...
- se...
- se...

Ser Mãe é isto mesmo, é viver o sucesso dos nossos filhos e viver as suas frustrações. É saborear as vitórias e a amargura das derrotas mas é também incentivar os nossos filhos sem desistir. Sem baixar os braços....

Tanto teria para dizer. E sim, vou dize-lo mas vou deixar para outro dia que este texto já vai longo...